POS Integrado – entenda tudo agora!

POS Integrado é um dos produtos mais relevantes da PayGo. Com ele, os desenvolvedores podem integrar seu sistema de vendas às soluções de pagamento presencial PayGo e ainda possibilita que o vendedor leve a maquininha sem fio até o cliente para pagamento.

A Solução

O POS Integrado é composto por um terminal de pagamento multiadquirente conectado à plataforma PayGo Web para realização de transações eletrônicas de pagamento ou de outros serviços disponibilizados pelas diversas entidades conectadas à plataforma.

Ele pode operar de duas maneiras distintas:

  • Autônomo: Toda a operação é realizada diretamente no terminal, sem acionamento externo, muito similarmente aos terminais fornecidos diretamente pelos adquirentes.
  • Integrado com o Software de Venda: o terminal opera como terminal remoto é conectado a uma aplicação comercial, que o utiliza para captura de informações pertinentes à transação e aciona a operação de pagamento no momento desejado. A aplicação ainda pode decidir pela impressão de comprovantes, agregando conteúdo a estes.

O POS Integrado inclui uma camada de integração, responsável por:

  • Comunicar-se com o software de venda, através da rede local do estabelecimento ou internet;
  • Receber as informações da transação enviadas pelo software de venda (essencialmente, tipo de transação, valor total e número de referência da transação);
  • Enviar os resultados da transação para o software de venda (aprovada/negada, conteúdo do comprovante da transação, números de referências do emissor e adquirente, dados não sensíveis do cartão, entre outros).

Para que o software de venda possa se comunicar com o terminal de pagamento, uma biblioteca de integração é fornecida na forma de uma DLL Microsoft Windows. Esta biblioteca permite integração para as três arquiteturas descritas abaixo.

Integração direta com o checkout

O POS Integrado pode operar de duas maneiras distintas:

  • Autônomo: Toda a operação é realizada diretamente no terminal, sem acionamento externo, muito similarmente aos terminais fornecidos diretamente pelos adquirentes.
  • Integrado com o Software de Venda: O terminal opera como terminal remoto escravo de uma aplicação Comercial, que o utiliza para captura de informações pertinentes à transação e aciona a operação de pagamento (ou outra) no momento desejado. A aplicação ainda pode decidir se e onde são impressos os comprovantes, além de agregar conteúdo a estes.

O POS Integrado inclui uma camada de integração, responsável por:

  • Comunicação com o software de venda, através da rede local do estabelecimento ou internet;
  • Recebimento de informações da transação enviadas pelo software de venda (essencialmente, tipo de transação, valor total e número de referência da transação);
  • Envio dos resultados da transação para o software de veda (aprovada/negada, conteúdo do comprovante da transação, números de referências do emissor e adquirente, dados não sensíveis do cartão, entre outros).

Para que o software de venda possa se comunicar com o terminal de pagamento, uma biblioteca de integração é fornecida na forma de uma DLL Microsoft Windows. Esta biblioteca permite integração para as três arquiteturas descritas abaixo.

Integração direta com o checkout

Nesta configuração um-para-um, a biblioteca de integração é utilizada diretamente pela aplicação de automação comercial executada no ponto de venda (PDV ou checkout).

Integração com o servidor de aplicação comercial

Nesta configuração, a biblioteca de integração é hospedada em um servidor, que controla múltiplos pontos de venda. Este servidor pode estar instalado:

  • Nas dependências do estabelecimento, para um estabelecimento com um número significativo de checkouts; ou
  • Na nuvem, principalmente para aplicação comercial Web. 

Terminal como checkout

Nesta configuração, o terminal é utilizado como um checkout, propriamente dito. A biblioteca de integração é hospedada em um servidor que controla múltiplos terminais com a finalidade de coletar dados que não sejam do cartão, e também para realizar transações com cartão.

Este modelo se aplica aos seguintes exemplos:

  • Em um restaurante, para coletar pedidos e imprimir um recibo de pagamento prévio;
  • Em um posto de combustível, para coletar o número da bomba e recuperar o valor a ser pago;
  • Em soluções de delivery, com a finalidade de associar a transação ao pedido.

Este servidor pode ser instalado:

  • Nas dependências do estabelecimento, tipicamente para operações indoor;
  • Na nuvem, tipicamente para operações outdoor. 

Contatos

O relacionamento com desenvolvedores é prestado através do e-mail.
E quem quiser, pode ainda fazer parte do nosso Slack e interagir com os especialistas da PayGo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: